sábado, 30 de outubro de 2010

Somewhere, in all these rocks and stones, is my home

Somewhere, in all these rocks and stones, is my home, mais do que um título para este conjunto de imagens é um apelo da natureza selvagem que convoca o nosso sentido estético para um diálogo de plasticidades com fundamento ambiental.

Evidenciar parcelas da natureza inacessível, através da retenção em qualquer suporte dessa paisagem, eternizando-a na sua condição espacial, desafiando à contemplação que no passado seria um exercício de meditação, mas que, hoje, substancia um acto interplelador, elabora e estimula observar o que subsiste, bem como todos os paralelos de sobrevivência. Pensar a imensidão é contrariar o vício de denominar, é abrir o olhar e deixar que a grandeza nos tome por dentro e inquirir se nós seremos ou não um lugar. E até quando haverá em nós, ou for a de nós, um qualquer lugar?!

Inês Valle exibe esta série de imagens da Islândia, designadamente um dos maiores e mais conhecido lago glaciar o Jokulsárión, obrigatoriamente subentendidas a um conjunto de observações e sons díspares dos que vivenciamos nas cidades. Neste plano, o seu ensaio, em primeiro lugar pela autora, num cenário real, exótico e inóspito, revelou-se na tendência primeva de o assumir por silêncio (…) Este silêncio imenso, aquando do seu regresso à rotina, parecia-lhe naqueles momentos, imperturbável, tão eterno quanto o esquecimento, tão estático quanto frio.

Inês Valle nasceu em Lisboa, sendo licenciada em Artes Visuais, na vertente de Pintura, pela Faculdade de Belas Artes, Universidade de Lisboa. Está presente, em Lisboa, na Galeria Jorge Shirley, até 8 de Novembro.

Texto elaborado com base no press release

1 comentário:

  1. Última Visita-guida à exposição - sábado 6 Novembro às 15:30.

    ResponderEliminar

Todos os comentários serão previamente aprovados pelo autor do blog.